asdasdasd

Começa a ser divulgada em Ilhéus, de forma acanhada e não oficial, uma determinada pesquisa eleitoral visando o Palácio Paranaguá. Tal pesquisa totalmente tendenciosa, mentirosa e criminosa vem sendo realizada, segundo informações de terceiros, por prepostos do PP e PSB. Não se sabe ainda quem é o criminoso, ou criminosos. Esta pesquisa ZUMBA além de não ter credibilidade, já que não se sabe quem é exatamente o Instituto e seus responsáveis, vem ferindo frontalmente a legislação eleitoral.
Segundo ainda informações, os questionários apresentados aos pesquisados são totalmente ofensivo a liberdade de escolha dos postulantes ao executivo, a ponto de quando perguntam: “Em quem você votaria para prefeito de Ilhéus, Jabes (PP) ou Bebeto (PSB)” e o eleitor respondia: “Meu voto é de Cosme Araújo”, o pesquisador imediatamente retrucava: “Só pode responder entre Jabes ou Bebeto”, numa forma imposta de vícios e atentado a democracia.
“Esta pesquisa faz parte do movimento para esvaziar o tom da campanha do PDT, em Ilhéus. Até mesmo outros pré-candidatos e líderes políticos, aliás, como sempre, já percebem a dianteira e avanço do nosso nome. Esta pesquisa à margem da lei é totalmente manipulada, e sem nenhum valor eleitoral”, afirma categoricamente Araújo.
Obviamente, a pesquisa mentirosa deste ou daquele grupo caminham para a frustração. O caminho da falta de crédito, da inexistência da moral e da ausência absoluta de carisma. O povo não é bobo. É preciso escorraçar o que não presta de Ilhéus. CHEGA DE HIPOCRISIA!
LEGISLAÇÃO: As entidades e empresas que realizarem pesquisas de opinião pública relativas às Eleições 2016 ou a candidatos, para conhecimento público, devem registrar, junto à Justiça Eleitoral, as informações constantes no art. 33 da Lei nº 9.504/1997, a partir do dia 1º de janeiro e até cinco dias antes da divulgação de cada resultado, conforme disciplinamento da Res.-TSE nº 23.453, de 15.12.2015. Por Elias Reis (Presidente do Sindicado dos Radialistas de Ilhéus), site O Defensor.