sábado, novembro 18, 2017

Sesau esclarece sobre a situação do Hospital Regional, em Ilhéus




Em virtude de ansiedade que se acomete sobre os colaboradores do Hospital Luiz Viana Filho, mais conhecido como Hospital Regional, a secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira, vem a público informar e esclarecer:

a) para haver municipalização é preciso existir a finalização do processo, que nem sempre é ágil, por conta da parte financeira e alinhamento com o Governo do Estado;

b) a proposta inicial do Governo da Bahia é transferir todos os pacientes para o Hospital Costa do Cacau. Trata-se de unidade grande, de alta complexidade, voltado para os  atendimentos de urgência e emergência, o que significa englobar a população de Ilhéus e região cacaueira;

c) nesse contexto, o Hospital Luiz Viana Filho passa a ser uma unidade de saúde materno-Infantil;

d) no entanto, para tal passo ser dado, é necessário ser reformado para fazer a ambiência da maternidade, permanecendo a especialidade de pediatria no Município de Ilhéus e se inicia assim o processo de reestruturação do Hospital Regional para a formatação apta e exclusiva de maternidade, como a cidade carece e merece;

e) isso não acontecerá de maneira a não desassistir a população, como tem se divulgado de maneira atropelada pela imprensa e formadores de opinião da área de saúde;

f) então, os questionamentos dos próprios colaboradores do Hospital estão e serão respondidos e explicitados pela secretaria estadual de Saúde (Sesab), por meio de encontros e discussões que visam o entendimento e conhecimento do passo a passo das mudanças que serão empreendidas para colocar a saúde de Ilhéus em um patamar digno, com atendimento humanizado;

g) para isso ocorrer de forma mais ágil, a prefeitura de Ilhéus está se articulando quanto a ampliação da Rede Básica de Atenção, por meio de seleção de profissionais, desbloqueio do programa Mais Médicos na cidade e aumento da carga horária dos servidores;

h) todas essas ações resultam na adequação para o processo de mudança de atendimento assistencial do Hospital Luis Viana Filho;

i) não é o fechamento do Hospital Regional, mas a mudança assistencial. Ele passará a ter como funcionalidades a maternidade e pediatria, por isso a denominação de materno-infantil;

j) logo, as especialidades hoje atendidas na unidade localizada no bairro da Conquista passam a ser cobertas pela novo Hospital da Costa do Cacau, que inicia suas atividades a partir de 15 de dezembro

l) Os hospitais São José e Cocci estão  estimulados e preparados para atender as demandas de baixa complexidade,  emergência clínica e ortopédica. O atendimento pediátrico continuará no Hospital Regional até o início das reformas e seguirá  contratualizado  pelo município.

Ascom/ Sesau - Ilhéus
Por: Hélio Ricardo

Nenhum comentário:

Postar um comentário