terça-feira, novembro 05, 2013

Jabes continua o mesmo perseguidor


Mario vem sofrendo perseguições por parte do prefeito
Mario vem sofrendo perseguições por parte do prefeito
O prefeito de Ilhéus jurou na campanha que tinha mudado, mas não falou que era apenas na marca do óleo de peroba.
Jabes ordenou que o servidor  público municipal Mário Schneider, fosse retirado da folha de pagamento, e a situação já dura dois meses.
Segundo Mário, todos os servidores no período da greve receberam os salários, menos ele, que é membro do movimento Reúne Ilhéus, quem trava uma batalha árdua contra o preço abusivo do transporte público em Ilhéus.
Vale lembrar que Jabes recebeu mais de R$ 100 mil da família Carlleto, mandatários de uma das empresas de ônibus da cidade,  no período de campanha, divulgado em primeira mão pelo Blog Agravo.
Para o presidente do Sinsepi (Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de Ilhéus), Luiz Machado, o problema já tinha sido resolvido.
“Eu estive com ele no RH e uma folha extra foi rodada, e eu achava que já tinha resolvido”, salientou Lú, que afirmou que vai procurar o RH , junto com Mario para saber os reais motivos pelo não pagamento dos seus salários.
“Um dos meses foi o da greve, cortaram  sob a justificativa de que não obedeci aos 30% estabelecidos por rodízio na secretaria. Só que quem estipula isso é o sindicato”, afirmou Mário ao Blog Agravo. Matéria do Blog Agravo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário