Clínica Municipal de Atendimento Especializado - CMAE.
Clínica Municipal de Atendimento Especializado – CMAE.

Ontem (sexta-feira, 18), mais uma denúncia sobre a situação das unidades de saúde de Ilhéus foi encaminhada a este Blog. Dessa vez, o flagrante de abandono foi registrado na CMAE (Clínica Municipal de Atendimento Especializado).

De acordo com a denúncia, os portadores de anemia falciforme estão sendo “massacrados” devido à precariedade do serviço de saúde que é prestado na CMAE. A origem do problema? Em janeiro de 2013, a Prefeitura de Ilhéus exonerou quase toda equipe multidisciplinar dedicada ao tratamento desses pacientes.

No começo do seu 4º mandato, o prefeito Jabes Ribeiro (PP) demitiu muitos funcionários do serviço municipal de saúde. Os agentes lotados no CMAE estavam entre eles, segundo a denúncia. Na época, Jabes alegou que as demissões foram necessárias para ajustar as contas da Prefeitura de ilhéus e, desse modo, obedecer a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Atualmente, apenas um especialista em hematologia atende toda demanda dos portadores de anemia falciforme. Assim, o profissional fica sobrecarregado,  ameaçando a qualidade do serviço público. Além disso, segundo a denúncia, o prédio que abriga o programa e sua estrutura estão combalidos. Funcionários e pacientes sofrem com a falta de água potável e com o fechamento da farmácia. Ainda assim, o denunciante destacou a sensibilidade dos servidores que, contra todos os obstáculos, mantém o atendimento aos pacientes. 


Área interna do CMAE.
Pátio da CMAE.
Entrada da CMAE.
Entrada da CMAE.
Área interna da clínica.
Área interna da clínica.
Matéria do Gusmão.