quarta-feira, março 09, 2016

Câmara de Ilhéus derruba vetos do governo e Estatuto dos Servidores é aprovado na integralidade


dfgdfg

Na tarde/noite desta terça-feira, 08/03, a Câmara de Vereadores de Ilhéus votou e derrubou os vetos parciais da Mensagem nº 045/15 do executivo, ao Projeto de Lei nº 108/2015 que Dispõe sobre o Estatuto dos Servidores do Município de Ilhéus. O placar foi de 10 a 8 para a oposição. “A participação do Vereador Cosme Araújo foi fundamental na nossa vitória. Os servidores serão eternamente gratos ao Vereador Cosme Araújo”, afirmou eufórico o Presidente do Sinsepi, Luis Cláudio.
A sessão começou pontualmente às 16h15min e de pronto o Vereador Cosme Araújo (PDT), como membro titular da CCJ, pediu vista retirando da pauta todos os projetos que poderiam atrasar e confundir a votação do PL 108/15. Requerimento aceito, os PLs 020/2014; 022/2014; 027/2014; 028/2015; 032/2015; 057/2015 e 060/2015 foram desentranhados para análise e posterior parecer em separado do Vereador Cosme Araújo.
O executivo sofre uma grande derrota no legislativo ilheense e uma baixa governista, já que os vereadores James Costa, Valmir de Inema, Dr. Jó e Nerival contrariando o executivo optaram por derrubarem os vetos. “Não sou palhaço pra seguir tudo o que esse prefeito quer. Parabéns Gurita por se libertar desse prefeito”, discursou Nerival que é da base aliada. “Sou a favor dos servidores e não do prefeito”, concluiu.
Outro que soltou o verbo foi o vereador Valmir de Inema. “Não aguentava mais esse governo. As pessoas fala que eu sempre mamei na prefeitura. O que é isso? Meu futuro é incerto, sei, mas, agora me sinto livre”, em alusão ao ditador e absolutista de Jabes Ribeiro.
Já próximo das 19 horas, foi à votação o parecer da CCJ assinado por Ivo Evangelista e Luis Carlos Escuta, aliados do executivo. Tomou cacete e o parecer jurídico, fraquinho, foi derrubado pela maioria dos vereadores. “Parecer fajuto, fraco e sem nenhuma base. Os vereadores do governo são fraquinhos de mais”, opinou a Professora e advogada, Paulo Silva, presente na sessão.
Ao final da sessão foi lido o Parecer em Separado do Vereador Cosme Araújo (PDT), que numa verdadeira aula de conhecimento fundamentava contextuar à ótica cautelosa com a matéria. Cosme Araújo mostrou e provou através das leis pertinentes e o seu poder de persuasão, que havia um equivoco do executivo em seus vetos, especialmente quando se falava em ‘inconstitucionalidade’. “O governo pecou em não respeitar o direito adquirido e o ato jurídico perfeito”, afirmou Araújo, que pediu integralmente a derrubada dos vetos do Executivo Municipal. “Bravo desempenho do Vereador Cosme Araújo. Um show de Direito, um show de liderança”, bradou Antônia Bomfim, servidora pública Municipal.
Que essa derrota sirva de exemplo para que o impostor do prefeito seja mais humilde e, procure respeitar a Augusta Casa e a separação de poderes.
E, não adianta ameaçar, chorar pelo leite derramado ou falar em Ação de Inconstitucionalidade, pois, a reparação já foi feita pelos nobres legisladores ilheenses.
E, que o cinismo não se repita em falar em responsabilidade pública, pois com certeza Vossa Excelência nunca respeitou os munícipes e nem a lei. Certamente desconhece e nunca empregou os princípios basilares contidos no Art. 37 da Carta Cidadã.
Poupe-nos, senhor prefeitinho desavergonhado. Do site O Defensor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário