quarta-feira, fevereiro 03, 2016

DADOS OFICIAIS CONFIRMAM VERSÃO DE LULA SOBRE ATIBAIA E GUARUJÁ



Segundo o Instituto Lula, a mesma base de dados do Portal da Transparência que a revista Época usou para mostrar o número de vezes que o ex-presidente Lula visitou o sítio em Atibaia também mostra que não há diárias de seguranças do ex-presidente no Guarujá entre 1 de janeiro de 2012 e 11 de janeiro de 2016; "Ou seja, o ex-presidente jamais frequentou o apartamento do Edifício Solaris, tendo estado apenas uma vez no prédio e sequer dormiu no Guarujá", afirma o Instituto, "Isso não parece ser notícia para a re; vista Época, para o Jornal Nacional ou para os demais veículos da imprensa brasileira"

Em comunicação em sua página, o Instituto Lula afirmou nesta quarta-feira, 3, que a mesma base de dados que baseou a reportagem da revista Época mostrando o número de vezes que o ex-presidente Lula visitou o sítio em Atibaia confirma as declaração do instituto sobre o assunto. 

Segundo o Instituto, a mesma base de dados, disponibilizada pelo Portal da Transparência, mostra que não há diárias de seguranças do ex-presidente no Guarujá entre 1 de janeiro de 2012 e 11 de janeiro de 2016.

"Ou seja, o ex-presidente jamais frequentou o apartamento do Edifício Solaris, tendo estado apenas uma vez no prédio e sequer dormiu no Guarujá, como apontou o Instituto Lula em nota do dia 30/01: "Os documentos do Guarujá: desmontando a farsa". Isso não parece ser notícia para a revista Época, para o Jornal Nacional ou para os demais veículos da imprensa brasileira."

Leia na íntegra a nota do Instituto Lula:

"Na última segunda-feira (1), a revista Época publicou em seu site um levantamento do repórter Filipe Coutinho mostrando o número de vezes em que os funcionários cedidos pela Presidência da República a ex-presidentes, conforme a legislação (lei 7474 de 1986), estiveram na cidade de Atibaia.

O levantamento da revista só confirma as declarações do Instituto de que Lula e Dona Marisa frequentam o sítio de amigos da família em seus momentos de lazer.

Além disso, a mesma base de dados usada por Época, que está disponível a todos os brasileiros no Portal da Transparência, criado pelo governo Lula e reforçado pela Lei de Acesso à Informação promulgada pela presidenta Dilma Rousseff em 2011, mostra que não há diárias de seguranças do ex-presidente no Guarujá entre 1 de janeiro de 2012 e 11 de janeiro de 2016. Ou seja, o ex-presidente jamais frequentou o apartamento do Edifício Solaris, tendo estado apenas uma vez no prédio e sequer dormiu no Guarujá, como apontou o Instituto Lula em nota do dia 30/01: "Os documentos do Guarujá: desmontando a farsa". Isso não parece ser notícia para a revista Época, para o Jornal Nacional ou para os demais veículos da imprensa brasileira."

Nenhum comentário:

Postar um comentário