sábado, novembro 02, 2013

DILMA E WAGNER INAUGURAM MAIOR OBRA DO PT EM SALVADOR


inaDepois de assinar, em Salvador, o contrato para construção do sistema do metrô, outra obra referente à mobilidade urbana motiva a vinda da presidente Dilma Rousseff (PT) à capital baiana. Desta vez, Dilma chega para inaugurar a Via Expressa Baía de Todos-os-Santos, considerada a maior intervenção viária dos últimos 30 anos em Salvador. Ela vai consagrar de forma oficial a abertura da via ao lado do governador Jaques Wagner (PT) e do ministro dos Transportes, César Borges (PR). A solenidade está prevista para começar às 10h, na Estrada da Rainha, onde foi montada uma tenda (seguir pela Rótula do Abacaxi, Av. Heitor Dias, Estrada da Rainha até Ladeira do Paiva, onde há uma passarela de pedestre).  Foi investido o total de R$ 480 milhões na execução, parceria entre os governos federal e estadual, ligada ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).
Via Expressa marca o trajeto entre a BR-324 e o Porto de Salvador, com redução em 3,2 quilômetros, passando dos atuais 7,5 km para 4,2 km, com seis rotas alternativas. Segundo informações do governo, esses acessos vão facilitar a vida de quem transita pela região, além de desafogar o trânsito nas vias adjacentes, como o Bonocô, San Martin e Retiro. São dez faixas de tráfego – seis para tráfego urbano e quatro exclusivas para veículos de carga –, três túneis, 14 elevados, duas passarelas, além de ciclovia, pista de rolamento e passeios. A obra foi executada pela Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder).
Pré-candidata à reeleição à Presidência da República em 2014, Dilma estaria apostando nos anúncios de investimentos em mobilidade urbana para aumentar sua popularidade por ter entendido o recado, segundo analistas, de que a população quer mais transporte e infraestrutura viária de qualidade.
A própria deixou claro isso, no último discurso feito na cerimônia referente ao metrô em Salvador. Ela anunciou a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) na região do Comércio, Paripe e Calçada, além de corredores de BRT entre Águas Claras – Paripe e Estação da Lapa e Iguatemi. Na ocasião, também chegou a afirmar que as intervenções na capital baiana demonstravam o “tratamento” do seu governo com a mobilidade. Ela atribuiu os problemas de transporte a uma herança de má administração, que não teria dado prioridade ao metrô.
A Via Expressa, inevitavelmente, tem servido de palanque para pré-candidatos petistas ao governo em 2014. O secretário da Casa Civil Rui Costa (PT) defendeu os benefícios da obra para a capital. Ontem foi a vez do senador Walter Pinheiro, que destacou os impactos positivos. “É uma obra cujo impacto deve ser analisado tanto do ponto de vista urbano, no aspecto da mobilidade, quanto do ponto de vista da sua importância na questão da economia, devido à movimentação de cargas da BR-324 ao porto”. O senador enfatizou a ligação direta entre a BR-324 e o porto, que deve desafogar avenidas importantes da cidade. “Só um terminal, associado ao porto de Aratu, processa por dia quase 600 caminhões, sobrecarregando a BR-324. Há, também, os caminhões que chegam do interior do estado e de outros estados para o porto, e, ainda, as cargas que saem do porto, que também precisam transitar pela BR-324”. Matéria do Ilheus24h.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário