quarta-feira, outubro 16, 2013

MEMBRO DO REÚNE ILHÉUS FAZ ACUSAÇÕES GRAVES CONTRA O IATE CLUBE

Elisabeth Zorgetz.
Elisabeth Zorgetz.

Nesta quarta-feira (16), Elisabeth Zorgetz, integrante do coletivo Reúne Ilhéus, publicou um depoimento no facebook com acusações graves contra o Iate Clube de Ilhéus. Ela diz ter sofrido assédio sexual e moral quando trabalhava lá.

Segundo Elisabeth, há três semanas ela foi contratada para gerenciar o Iate Clube e seu desempenho profissional chegou a ser elogiado. Mas, as coisas mudaram depois que o chefe de gabinete da prefeitura, Victor da Veiga, foi almoçar no local.

De acordo com Zorgetz, apenas um dia depois da visita de Victor ao Iate, uma pessoa lhe abordou querendo marcar uma entrevista no programa de Vila Nova (Conquista FM). Segundo ela, essa pessoa queria informações que pudessem manchar a reputação do Reúne Ilhéus. E o mais grave: “tentou me assediar moral e sexualmente, do mesmo modo que já fazia com os demais funcionários”.

Uma semana depois, Elisabeth Zorgetz foi demitida. Seus serviços foram dispensados porque os conselheiros e associados do clube “ameaçaram impedir o próprio dirigente, caso eu não fosse retirada do cargo”, revelou. A justificativa apresentada? “Alegaram que existia o temor de que eu “tocasse fogo no clube”, promovesse ações revoltosas entre os funcionários e os prejudicasse de alguma forma”,  disse Elisabeth. 

Elisabeth não informou o nome do diretor que tentou assediá-la. Por meio de uma conversa particular no Facebook, ela nos revelou que o episódio ocorreu no Iate Clube de Ilhéus (informação que não aparece em seu depoimento). Matéria do blog do Gusmão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário